Você já ouviu falar na sigla ESG ou sobre as B Corporations ?

ESG é uma sigla em inglês para Environmentall, Social and Governance, em português significa Ambiental, Social e Governança. ESG é um conjunto de práticas empresariais para se obter um mundo mais ético, economicamente mais inclusivo e ambientalmente sustentável, pensando no bem estar da sociedade e do planeta.  Tais práticas de negócios que alinham lucro, propósito, transparência e responsabilidade legal, integrando políticas ambientais, sociais e de governança corporativa,  são usadas como métricas para avaliar empresas  e para tomada de decisão por investimento e, consumo por quem busca a  sustentabilidade.

B Corporations ou Empresas B são as empresas que passaram pelo processo de  auditoria, avaliação e certificação, por organizações certificadoras, submetidas à Avaliação de Impacto B (BIA – B Impact Assessment). No Brasil, a certificação é feita pelo Sistema B. Para maiores informações consulte os sites www.sistemabbrasil.org www.bcorporation.net. A certificação internacional como B Corp. é administrada pela ONG B Lab.  Algumas consultorias ajudam as empresas no processo em busca da certificação.

Portanto, ser uma B Corp. ou Empresa B é ter uma marca que transmite valor por meio de seus produtos e serviços gerando impacto para seus sócios, stakeholders, clientes, colaboradores, comunidade e meio ambiente. Não importa o tamanho nem a atividade da empresa.  O poder não está na certificação e sim passar pelo processo e no desenvolvimento da cultura e manutenção da conscientização e na fidelidade aos  valores,  assim, tornando-se atraente para investidores, consumidores e colaboradores, como um empresa que é parte da solução para problemas globais tais como, desigualdade social e mudanças climáticas.

No Brasil, o Sistema B e o ICE- Instituto de Cidadania Empresarial estão articulando no Congresso Nacional a legislação da Sociedade de Benefícios, como um novo tipo legal de empresas, com lei própria, separada dos demais tipos societários já existentes, pois tais sociedades têm o propósito de gerar impacto socioambiental positivo, ampliando a responsabilidade dos administradores e atender a um alto nível de governança corporativa, transparência e prestação de contas.

Algumas Empresas B, brasileiras, já certificadas são, Natura, Greenpeople, Movida, Mãe Terra, AMMA (chocolate orgânico), UNIFG (Centro Universitário dos Guararapes) etc.   E, como exemplos de B Corp. estrangeiras são, Patagonia, The Body Shop, IllyCaffè, Allbirds etc, sendo a Danone, a maior B Corp. do mundo.

Escrito por:

Adele Fonteles

últimas notícias

Todos os direitos estão reservados © 2020 Fonteles & Associados